Pecuarista de Minas destaca excelente aceitabilidade da Braquiária híbrida cv. Mulato II

A Fazenda Glória, localizada na cidade de Bambuí, Minas Gerais, tem como negócio principal a engorda de novilhas. Com 100 hectares, a propriedade tem hoje 300 animais.

 

Há cinco anos o proprietário Lourenço Sifoentes decidiu utilizar em uma área de quatro hectares a Brachiaria híbrida cv. Mulato II, e destaca os diversos benefícios da pastagem em relação a outros cultivares.

 

Com manejo rotacionado, o pecuarista conta que desde que implantou a forrageira não foi preciso roçar o pasto, uma vez que o híbrido tem excelente palatabilidade, bom aproveitamento e fácil manejo. Além disso, cobre todo o terreno e nunca apresentou incidência de pragas e doenças.

 

“Tive outras áreas com MG5, Mombaça e o Mulato II ao mesmo tempo. Passamos o mesmo número de animais em todas elas e o resultado foi que o Mulato II superou as demais. O perfilhamento é melhor e o pasto foi mais bem formado, podendo ser aproveitado 100%. Para mim, hoje é o melhor forrageira que existe”, explica o proprietário.

 

Cuidados com o solo também são realizados pelo pecuarista. Nas áreas de Mulato II, foi feita calagem, adubação com fósforo e a cada três ou quatro anos é utilizado gesso, seguindo as indicações sugeridas. “Temos a intenção de aumentar a área do Mulato II nos próximos anos. É uma pastagem que exige trato, mas produz em níveis acima da média”, comenta.

 

A semente do híbrido Mulato II é comercializada pela Barenbrug, com pureza mínima de 95% e com o novo tratamento que recebe a marca Yellow Jacket®. Além de fungicida, a tecnologia Yellow Jacket® inclui inseticidas de amplo espectro, complexo de macro e micronutrientes e bioestimulantes, formulação que proporciona uma maior proteção inicial das plântulas e velocidade no estabelecimento da forrageira na área. Para mais informações, acesse www.mulato2.com.br.